17.7.06

Mais ansiedade!!



Eu ganhei! Eu ganhei!!

Para quem não sabe sobre esta preciosidade segue artigo retirado de: Um novo guia para um novo tempo: Editora de Cultura lança Ansiedade de Informação 2

Após o sucesso de “Ansiedade de Informação”, a Editora de Cultura lança mais um guia de Richard Saul Wurman: Ansiedade de Informação 2. Num tempo em que as informações são transmitidas e recebidas o tempo todo, incessantemente, em diversas situações da vida cotidiana, sua leitura é relevante não apenas para os profissionais especializados em comunicação, mas a toda sociedade contemporânea.

Buscando adequar o tema ao novo patamar atingido pela tecnologia da informação, Ansiedade de Informação 2 não é uma continuação do primeiro livro, embora este continue interessante e válido em seus princípios sobre a necessidade de criar compreensão. Porém, quando Ansiedade de Informação foi lançado, ainda não estavam disseminadas tecnologias como o palm top, celular, DVD, correio eletrônico e a Internet não havia ganho o espaço que tem hoje. Esse novo cenário impulsionou o surgimento dessa obra, um livro não-linear, o qual afirma explicitamente que as informações produzidas e veiculadas na quantidade que recebemos hoje podem estar mais atrapalhando do que sendo úteis às pessoas, já que há uma preocupação muito maior com o estilo e a estética do que em tornar as informações realmente compreensíveis.

Autor de uma centena de livros, Wurman tornou-se best-seller nos EUA com essas duas obras que popularizaram a expressão “arquitetura da informação”, expressão de um novo campo de trabalho lançado por ele ao organizar a Conferência Nacional do American Institute of Architets de 1976.

Partindo da premissa de que é preciso aprender a diferença entre informação como produto e informação como significado, o autor defende que, uma vez dominadas as regras para dar e receber informação, é possível aplicá-las competentemente em qualquer contexto. Dessa maneira, poderemos nos tornar produtores mais competentes da informação e, conseqüentemente, gerar mais eficiência na compreensão.

Escrito de maneira objetiva e irreverente, procura estimular a curiosidade do leitor e oferece um panorama geral da influência e importância das instruções e informações na nossa vida, além de mostrar aplicações práticas dos conceitos que defende para a vida cotidiana. O texto permite que a leitura seja feita de acordo com as duas leis máximas do autor: interesse é o melhor acesso a informação (as pessoas só aprendem aquilo que lhe interessam) e ser subversivo (quanto mais questionar, mais aprenderá).

Traz discussões e soluções válidas para todo tipo de mídia e conta com o auxílio de mapas, ilustrações, citações e artigos de especialista, sendo um guia muito útil não apenas a comunicadores, mas a todas as pessoas que lidam diariamente com o processo de recepção e transmissão de informações."

Fonte: Bansen Comunicação e Marketing.

3 comentários:

Fernando disse...

Este livro é o próximo da minha lista de compras.
Adoro o Ansiedade de Informação 1, é perfeito, e estou doido para ler o 2.

Fernando disse...

By the way, olha que legal um trecho d e entrevista com o Richard Saul Wurman na Veja em 2001:
P: O senhor sente ansiedade por informação?
R: Não. E sabe por quê? Porque me permito ser um ignorante. Esse é o truque. É preciso se permitir não saber. Só quem não sabe faz as perguntas óbvias e corretas, aquelas que quase todo mundo tem medo de fazer por serem óbvias.

Henrique disse...

Poxa menina, como é que você nunca me falou do seu site! Muito bom, gostei do conteúdo e já está no meu Bloglines.